Microblogs: o fenômeno da Web 2.0

Para compreender o conceito de microblog, é importante compreender primeiro o conceito de blog. O termo blog é um derivado de weblog, que é a junção de web (termo ligado à rede, internet) e log (que vem de atualizar algo periodicamente). Ou seja, pode se compreendido como um diário online.

O primeiro blog surgiu no ano de 1997 (sim, há menos de duas décadas!) e não era utilizado de forma tão ampla quanto hoje. Seu formato era bem minimalista e os conhecidos como posts atualmente eram denominados links. Não havia conexão entre texto, vídeo e/ou fotos. Os blogs se popularizaram, pois foram o primeiro formato de página que não exigia domínios técnicos avançados para que fosse utilizada. A criação de permalinks (endereços que abrigam uma série de blogs, como é o caso do blogger ou do atual wordpress) possibilitou que ainda mais usuários aderissem e se tornassem blogueiros.

A amplitude de temas é algo incrível, pois hoje os blogs são muito mais do que diários pessoais. Eles possuem função política, econômica, comercial, educativa, entre diversas outras. Estima-se que a cada dois segundos, 3 blogs são criados na internet. Ou seja, por dia, cerca de 120mil endereços novos surgem na rede.

Tendo como base o número de páginas de blog criadas por dia, subentende-se que nem todos são mantidos, na maioria das vezes pela falta de tempo do blogueiro (termo utilizado para quem alimenta um blog) de inserir conteúdo suficiente para sustentar a regularidade dos posts nos blogs. Por esse mesmo motivo, é muito comum ver atualmente blogs com vários colaboradores.

Com o advento da Web 2.0, onde as mensagens circulam em tempo real, em dispositivos cada vez mais práticos (como os smartphones) surgiu um modelo que passou a permitir aos usuários publicar mensagens curtas em tempo real. Dessa forma, os blogs passaram a ter uma “garantia de vida” maior. Esse modelo é chamado de microblog e possui como objetivo o aumento da praticidade no envio e na recepção de mensagens. Nesse formato de blog, o tamanho da mensagem é limitado. Para que um blog seja considerado micro, suas postagens devem conter até 200 caracteres.

O pioneiro no segmento foi o Twitter (www.twitter.com), que surgiu em 2006, e até hoje é um dos serviços mais famosos. O microblog pode ser visto como um modelo que faz com que o blog volte a ter o formato de diário pessoal. Apesar de ser amplamente utilizado por empresas e ter um lado comercial destacado, o espaço reduzido de caracteres faz com que as mensagens não necessitem ser algo tão aprofundado.

 twitter-app-updates

O Twitter funciona da seguinte forma: para ter acesso aos posts de uma determinada pessoa, você deve segui-la. A partir de então, tudo o que ela posta aparece no seu feed (também chamado de linha do tempo), onde aparecem todas as atualizações de todas as pessoas que você segue, em tempo real. Para que você siga um usuário, não é necessário que ele lhe siga de volta, e vice-versa. Um recurso novo e interessante dos microblogs é que você pode bloquear seus posts e, dessa forma, controlar os seguidores que podem ter acesso ao seu conteúdo.

Além do Twitter, que é uma rede social construída com base no microblogging, o formato está presente em outras redes como Facebook, que permite a postagem rápida por meio da atualização do status.

fbstatuseasy

“É preciso não esquecer também que as “linhas do tempo” e “atualizações de status” em redes sociais como Facebook, Linkedin e Google+ não passam de formas alternativas de microblogging integradas a outros recursos e serviços de redes sociais.” (HELLMANN, Géssica. 2013)

O sucesso dos microblogs está diretamente ligado à evolução da tecnologia. Os blogs viraram microblogs, os computadores são facilmente substituíveis pelos celulares e uma conexão 3g. Isso é o suficiente para se ter um microblog e alimentá-lo periodicamente.

Como tudo tende a se simplificar cada vez mais, surgiram redes sociais que não precisavam nem de textos para serem alimentadas. Baseadas na potência das câmeras dos smartphones, surgiram microblogs que se sustentam na postagem de fotos e vídeos. Instagram e Vine são dois exemplos famosos.

A particularidade desses microblogs exclusivos para foto e vídeo é que sua criação de conteúdo é feita exclusivamente pelo smartphone. Existem sites que permitem visualizar o conteúdo de alguns usuários (no instagram.com e vine.co), mas as postagens só podem ser feitas por meio dos aplicativos para celular.

Instagram_for_android

“O Instagram é fruto dessa geração dinâmica, que um dia absorveu a informação e no seguinte já a propagou instantaneamente. O fenômeno Instagram não é bicho de sete cabeças ou inusitado, mas o resultado bem-sucedido de uma possibilidade, que o meio permitiu que se propagasse. O momento atual é dinâmico. O efêmero impera.” (PIZA, Mariana Vassalo. 2012)

A afirmação de Mariana Piza pode ser facilmente associada aos microblogs em geral. O que impera é o imediatismo. Todos, dentro do contexto da Web 2.0 saem de suas posições de usuários espectadores e passam a ser usuários produtores. E pode se afirmar que todos querem ser vistos, seja pela qualidade de seus conteúdos ou pela velocidade com que conseguem informar algo “inédito”. É claro que isso tem seus prós e contras, mas o tempo permite desfrutar dessa horizontalidade nas redes. Desfrutemos!

Fontes: (HELLMANN, Géssica. O que é Microblogging e por que sua empresa precisa de um?. Disponível em: http://www.businessreviewbrasil.com.br/marketing/1163/O-que-eacute-Microblogging-e-por-que-sua-empresa-precisa-de-um)

(PIZA, Mariana Vassalo. O Fenômeno Instagram: considerações sob a perspectiva tecnológica. 2012)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s