Pensar a comunicação além da tecnologia

Dominique Wolton inicia a conclusão de sua obra afirmando que sua maior intenção é desvincular o jugo da tecnologia em relação à comunicação. O autor afirma que toda a comunicação está baseada em três pilares: o técnico, o social e o cultural. De acordo com ele, o aspecto técnico muda constantemente há pelo menos um século, portanto, os outros dois também sofreram transformações.

Wolton afirma que existe uma paixão pelo aspecto social quando, na verdade, as principais evoluções/transformações que ocorreram na sociedade devem-se aos aspectos social e cultural. Mais à frente, o autor afirma que o problema não é o surgimento das novas tecnologias, mas a visão que se tem de que elas SÃO o futuro, como se a mídia de massa ficasse presa ao passado.

“Os dois meios de comunicação são, na verdade, complementares; cada um valoriza uma das duas dimensões características da sociedade individualista de massa.” (WOLTON, p. 2)
O autor enumera, então, nove pontos que resumem a sua conclusão sobre o assunto, são eles:
1- O objetivo da comunicação não é entender a tecnologia, mas compreender as relações entre os indivíduos (modelo cultural) e a sociedade (projeto social).
“A essência da comunicação não é tecnológica, mas antropológica e cultural, por isso, a produtividade das tecnologias não pode jamais substituir a lentidão e as imperfeições da comunicação humana […]” (WOLTON, p. 2)
2- É necessário que se deixe de lado o pensamento que hierarquiza as mídias, colocando acima da hierarquia as novas mídias.
3- Parar de associar o novo ao moderno e melhor. Nem tudo que é novo necessariamente aposenta o que é mais antigo.
4- É preciso entender que as tecnologias não precisa se sobrepor. O ideal é que elas se complementem.
5- É necessário ressaltar a importância da oferta de qualidade dos produtos de comunicação.
“A pura lógica da demanda acarreta uma comunicação de duas velocidades e de dois preços: de baixa qualidade e gratuita para uma boa parte da população; cara e de boa qualidade para os mais favorecidos” (WOLTON, p. 5)
6- Não existe uma linha de pensamento comum entre o emissor, a mensagem e o receptor. A mídia, durante um bom tempo, procurou padronizar o pensamento, o que, segundo Wolton, foi um grande fracasso.
7- A comunicação à distância nunca substituirá a comunicação direta, feita pessoalmente.
8- É importante registrar as novas tecnologias na história da comunicação.
9- A ideia da comunidade internacional reflete um ideal democrático, que tem como objetivo pacificar os diversos sistemas políticos, religiosos, sociais.
“Isso requer trabalhar nas duas direções de forma simultânea: respeitar as identidades e desenvolver um projeto mais amplo que transcenda as diferenças” (WOLTON, p. 8)
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s