Redes Sociais na Internet, a visão de Raquel Recuero

Rachel Recuero utiliza os conceitos de redes (já existentes em diversas outras áreas) para analisar as redes sociais formadas dentro da internet. A análise das redes sociais, segundo a autora, vai além do estudo dos que compõem cada rede. Ela deve considerar os laços sociais gerado por meio dos relacionamentos nas redes, e suas relações de coesão.

As redes, segundo Recuero, devem ser analisadas sob duas perspectivas: Whole Network (Redes Inteiras) e Ego-Centered Networks (Redes Particulares). A primeira observa a relação do grupo social com a rede; já a segunda, analisa os grupos aos quais os individuos pertencem, além de suas posições dentro desses grupos.

Raquel desmistifica o pensamento retrógrado que afirma que as relações devem ser analisadas tendo como base as interações realizadas entre duas pessoas. Recuero afirma, entretanto, que a análise atual tem como base um “trio”, que são as duas pessoas “principais” e um amigo em comum.

“Isso porque em uma rede social, as pessoas são os nós e as arestas são constituídas pelos laços sociais gerados através da interação social. Quando se trata de analisar a interação através da mediação do computador, portanto, é necessário que exista um locus onde essa interação possa e efetivamente aconteça, para que possamos falar em redes geradas por essas ferramentas” (RECUERO, p. 7-8)
Outra divisão utilizada por Recuero é a de Mundos Pequenos e Mundos Aleatórios. A primeira afirma que os indivíduos possuem as mesmas chances de realizar conexões uns com os outros, e que isso ocorre de forma aleatória. A segunda, diz que as probabilidades (exercidas por meio de gostos em comum, por exemplo) podem influenciar nas conexões estabelecidas entre os usuários de uma rede.
Anúncios